Esporte por Leandro Rodrigues

11 Outubro 2018 09:37:00

"E aí nego véio, vamos para mais um final de semana, hoje tem jogo da Liga e vamos lá bater aquela bolinha com os amigos, hoje eu tô querendo vamos nessa bater aquela peladinha, depois comer aquele churras para relaxar com os amigos para depois ir para casa leve curtir com meu filhote e minha família. Hoje tô feliz, hoje tô querendo, hoje vai ter gol do R19 e já eh". Sábado, 6 de outubro de 2018. 

Foi assim a conversa, era para ser assim mais um sábado de alegria, de bater aquele papo, aquela resenha com a rapaziada. Dia em que o mito dos campos amadores, deu sua última volta olímpica, marcou o último gol da sua carreira. Um cara admirado por todos e por tudo que fazia, uma pessoa incrível de tamanha simpatia e humildade.

Um final de semana que era para ser de alegria com os amigos e familiares e final de semana que era para ser de festa da democracia Brasileira, foi na verdade um final de semana para ser esquecido, um final de semana onde o futebol amador perdeu o Rei dos Clássicos.

Em uma partida realizada pela Liga de futebol F3C, eram quase 5 minutos de jogo o craque foi ao chão pela primeira vez conseguiu voltar mais na segunda o ídolo foi ao chão e não voltou mais, a equipe médica tentou reanimá-lo de todas as formas, mas a notícia que todos não queriam ouvir, veio quando ele já estava no Hospital, que o craque R19 daria ali sua última volta olímpica.

Ramon Neto da Costa, ou simplesmente R19 como gostava de ser chamado, brilhou nos gramados, pelos campos da vida, deixou um legado de amigos, sempre com um sorriso estampado, com amor no coração, sem maldade nenhuma.

Começou seus passos no bairro Coloninha, em Araranguá, jogava torneios de escolinhas e jogos dos bairros, passou pela Casa Lar. Sua vida profissional começou no Figueirense onde foi vice- campeão da Copa do Brasil, e ali foi apelidado carinhosamente como Rei dos Clássicos, onde marcou 3 gols em uma partida diante do Avaí.

Era para ser mais um craque do futebol Brasileiro onde alguns grande clubes já estavam de olho, mais foi constatado, em exames, que o artilheiro tinha problemas no coração que impossibilitaria ele de fazer o que ele mais gostava que era jogar futebol.

O time do Estreito dispensou o atleta, mesmo assim a paixão pelo futebol falou mais alto e ele foi buscar outros clubes. Passou por Juventus, de Jaraguá do Sul, Politehnica Iasi da Romênia, Brasil de Farroupilha, Penarol e São Raimundo da Amazonas em 2015, onde foi seu último clube profissional.

Retornou a sua cidade natal Araranguá, onde estava disputando várias competições amadoras, e por último estava onde se sentia bem, gostava de jogar no time da sua cidade, o Araranguá Esporte Clube, time que está prestes a retornar ao futebol profissional no ano que vem.

Pelo time no último jogo no Regional da LARM, Ramon marcou dois gols do empate em 3 a 3.

Ele era querido, idolatrado e amado por todos.

Ramon nasceu no dia 16 de Janeiro de 1987, deixa esposa e o filho João Victor, seu maio xodó, que agora irá seguir os exemplos e os passos do pai.

"Perdemos nosso artilheiro, nosso menino de ouro, só tenho a agradecer o carinho que tivemos de todos, é surpreendente a legião de amigos que meu filho tinha. Muito obrigado por nos abraçar neste momento tão difícil", declarou Geraldo, pai Ramon, com lágrimas nos olhos.

"Ramon era diferenciado, me lembro até hoje dele ainda menino, criança, começou conosco no bairro Coloninha, onde eu era o treinador dele nos jogos em Araranguá, ali ele já mostrava habilidade e já dava para ver que iria ser um craque. Um cara sensacional, um cara sem palavras. Perdemos não só um artilheiro, um craque, mais sim um irmão, um amigo, de uma educação e humildade incrível. Que o nosso guerreiro descanse em paz", disse o colunista esportivo Cleder Maciel.

"É inacreditável, não dá para entender, para a gente que é amigo e faz times, dá uma tristeza, parece pesadelo, Ramon era mito, era uma pessoa do bem, todos o admiravam. O nosso time, o Vimoendo está de luto", afirmou Michel Bertoncini.

E assim termina a história do R19, mas o legado foi deixado. Ramon espalhou humildade e deixou uma mensagem a todos, que amem mais seu próximo, seus amigos, sua família e a Deus.


Imagens

logo.jpg

Endereço:
Rua Manoel Teixeira da Rosa, 495
Centro - Sombrio
Fone (48) 3533 0178