Luiz Llantada

O Mundo da imaginação

23 Fevereiro 2018 10:09:00

Crônica por Luiz Llantada

 O ser humano é composto de corpo e mente. Há quem considere um terceiro elemento, que é a alma, mas esta, para mim, já faz parte da mente. Façamos uma rápida análise a respeito do corpo. As pessoas de bom senso cuidam-no com muito zelo. É o maior patrimônio que possuímos. Cuidados com a saúde, a alimentação e a higiene são indispensáveis. Hoje em dia se dá atenção maior ao corpo do que há dez ou vinte anos. Consultas médicas, alimentação adequada e exercícios físicos passaram a ser cuidados corriqueiros.

 E a mente humana? Nada me fascina tanto quanto ela. Por que será que somos o único animal que pensa? É muito provável que haja outros seres inteligentes no Universo, do que eu tenho muita esperança. De momento, porém, só posso me ater ao "homo sapiens". Só te peço que não me venhas com essa conversinha de que pensamos porque somos filhos de Deus, pois é muito simplória e ofende a minha já limitada inteligência.

 Assim como cuidamos do corpo, a maioria de nós também cuida da mente, procurando armazenar nela os conhecimentos necessários para ter boa qualidade de vida. É o que chamamos de intelecto. O órgão responsável de pensar é o cérebro. Em que pese a ciência tenha avançado bastante sobre a sua composição e funcionamento, há muito ainda que se explorar. Como ele é delicado e complexo, há que se ir devagar.

 O conhecimento de que falei até aqui é a razão. Através dela elaboramos o raciocínio lógico que nos dará o conhecimento. Em que pese termos capacidade infinita de pensar, usamos muito pouco nosso potencial. Isto porque achamos quê, tendo o conhecimento necessário para viver com qualidade, não precisamos saber mais. É o que se denomina "preguiça mental". Mas o homem nunca deveria parar de pensar, estudar e questionar. Questionar sempre. Tudo.

 A preguiça mental é uma acomodação. Não devemos nos satisfazer com os limites da razão. É preciso irmos além. E este além é a imaginação. Não te contentes jamais com respostas e verdades prontas, absolutas ou definitivas, pois elas não existem. Procura tu mesmo as tuas respostas e constrói o teu próprio caminho. Como exercitar a imaginação? Simples: observa as coisas com mais atenção, com mais profundidade. Exercita mais a tua sensibilidade, através da literatura, da poesia, da música, das artes, enfim. Olha além das estrelas. E não tenhas medo de rir ou de chorar por nada... Ou por tudo.

             Usa a tua mente em toda a sua potencialidade. Procura viajar mais pelo mundo mágico da imaginação. Nele terás a mais ampla liberdade de cogitar sobre o possível e o impossível. Nada é inimaginável. Acredita, vais encontrar as respostas que buscas... E fatalmente novas dúvidas. Novas perguntas. Isso porque o mundo da imaginação, como o Universo, é infinito.


Imagens

logo.jpg

Endereço:
Rua Manoel Teixeira da Rosa, 495
Centro - Sombrio
Fone (48) 3533 0178