Santa Catarina

Epagri lança cultivar de arroz branco nesta quarta-feira

O SCS124 Sardo tem características que vão agradar os produtores, a indústria e os consumidores

A Epagri lança na quarta-feira (6), seu primeiro cultivar voltado para o mercado de arroz branco. O SCS124 Sardo tem características que vão agradar os produtores, a indústria e os consumidores. Ele reúne boa produtividade (média de 8.754kg/ha), ciclo médio, bom aspecto na prateleira, bom desempenho na panela e ótimo sabor. O lançamento será realizado na abertura da safra do arroz em Jacinto Machado, no Campo Demonstrativo Coperja.

O arroz SCS124 Sardo é classificado como longo-fino, tem excelente relação comprimento-largura do grão e suas plantas possuem resistência média à brusone. "Ele é recomendado para todas as regiões produtoras de arroz irrigado de Santa Catarina, podendo também ser cultivado em outras regiões do Brasil mediante realização de ensaios de Valor de Cultivo e Uso", explica Alexander de Andrade, coordenador da equipe de pesquisa em arroz na Estação Experimental de Itajaí.

Por ser branco, o SCS124 Sardo será mais uma opção para os produtores catarinenses oferecerem às indústrias de beneficiamento. Hoje, cerca de 76% do arroz beneficiado em Santa Catarina é colhido no Estado e a maior parte é voltada para a parboilização. Da parcela restante, importada do Rio Grande do Sul e do Mercosul, a maior parte é de arroz branco. "Com o lançamento desse cultivar, as indústrias aqui do Estado vão precisar importar menos grãos para produzir arroz branco", diz Alexander.

Esse é o 32º cultivar de arroz irrigado desenvolvido e lançado pela Epagri e o 24º desenvolvido para Santa Catarina. A denominação é uma homenagem à família Sardo, que atuou na equipe de pesquisa em arroz da Epagri e na Estação Experimental de Itajaí por várias gerações. O lançamento é resultado de 14 de anos de trabalho, iniciados com os primeiros cruzamentos na safra 2005/06.

Embora seja destinado ao mercado de grão branco, o Sardo é adequado ao processo de parboilização, com a recomendação de que seja beneficiado separado de outros cultivares. O cultivar foi testado quanto ao comportamento industrial no Laboratório de Pós-Colheita, Industrialização e Qualidade de Grãos da UFPel - LabGrãos, e considerado compatível com esse processo.

Os grãos também foram analisados na Estação Experimental de Itajaí e na Embrapa (CNPAF). "O SCS124 Sardo apresentou excelente desempenho sensorial e culinário para arroz branco, comparável com os cultivares de referência do mercado", destaca Alexander.

Safra e mercado

De acordo com Gláucia Padrão, economista do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa), a expectativa é que os produtores de arroz catarinenses tenham uma boa colheita na safra 2018/19. "Será uma safra considerada normal. A previsão é que seja menor que as duas últimas, pois elas estiveram bem acima da média", explica. De acordo com a estimativa, os catarinenses devem colher cerca de 1,156 milhão de toneladas em 143,3 mil hectares, contra 1,188 milhão de toneladas em 146,9 mil hectares da safra anterior (2017/18).

Sementes

As sementes do SCS124 Sardo estarão disponíveis para os agricultores na safra 2019/20. Para mais informações sobre a disponibilidade desse material, é preciso entrar em contato com a Associação dos Produtores de Sementes de Arroz Irrigado (acapsa@acapsa.com.br ou www.acapsa.com.br).


Imagens




logo.jpg

Endereço:
Rua Manoel Teixeira da Rosa, 495
Centro - Sombrio
Fone (48) 3533 0178