Balneário Gaivota

Gaivota recebe Núcleo de Estudos Açoriano

Balneário Gaivota recebeu na tarde de terça-feira (4), o Núcleo de Estudos Açorianos da capital do estado para avaliação dos trabalhos

Balneário Gaivota recebeu na tarde de terça-feira (4), o Núcleo de Estudos Açorianos da capital do estado para avaliação dos trabalhos no mês.  

A reunião ocorreu no auditório da escola municipal Professora Darcy Ribeiro, escola que desenvolve o trabalho com o grupo folclórico Gaivo Açor com o professor Eládio Assis Silveiro, que há 5 anos vem desenvolvendo o grupo com aproximadamente 40 alunos.

No município, o grupo o desenvolve atividades culturais como dança e interpretação caracterizados dos colonizadores da região, representando e mantendo viva a cultura local "estamos muito felizes em poder receber o Núcleo de Estudo Açorianos, para nós que estamos aprendendo muito e progredindo com o nosso grupo local" comenta Eládio, ao lado de Clair Fermiano.

Francisco do Vale Pereira, coordenador do NEA ressaltou a importância de vir até o município, já que a escola já recebeu um prêmio estadual referente ao trabalho cultural e incentivador que vem desenvolvendo.

Durante o encontro o grupo Gaivo Açor fez duas apresentações, um poema e uma dança tradicional dos Açores.

A pauta do dia serviu para avaliação dos trabalhos do NEA e também para definição sobre a festa Açoriana no estado de Santa Catarina, que ocorre uma vez ao ano.

Balneário Gaivota com o grupo local já conseguiu há quatro participar das festas anuais em cidades ao norte do estado.

O Núcleo de Estudos Açorianos da Universidade Federal de Santa Catarina foi criado em 1984 com o propósito de realizar pesquisas da Cultura de base Açoriana dos povoadores, vindo do Arquipélago dos Açores, ainda que descendentes de portugueses continentais, quando vieram para o Sul do Brasil, em meados do século XVIII, já haviam desenvolvido nos Açores, ao longo de mais de 200 anos de sua história, uma evolução sócio demográfica e cultural, distinta da cultura portuguesa continental em muitos aspectos. A dinâmica sócio cultural e demográfica do Açoriano no litoral catarinense contribuiu de forma decisiva na feição dos padrões culturais da região. Os aspectos culturais difundiram-se ao longo dos séculos XVIII no litoral de Santa Catarina e os frutos são percebidos entre mais de um milhão de habitantes, distribuídos pelos 45 municípios do território catarinense.


Imagens



logo.jpg

Endereço:
Rua Manoel Teixeira da Rosa, 495
Centro - Sombrio
Fone (48) 3533 0178