Gratificadas

Educação terá remanejamento e corte

04 Maio 2018 08:15:00

Estado obterá uma economia estimada de R$ 380 mil mensais

Com o objetivo de reforçar a política de fortalecimento da educação nos municípios, e alinhada com o enxugamento da máquina pública, a Secretaria de Estado da Educação cancelou 468 funções gratificadas de funcionários que atualmente trabalham no prédio central do órgão. A medida foi publicada no Diário Oficial desta quarta-feira, 2.

Metade destas funções será reavaliada e direcionada para funções de coordenação e de atuação na linha de frente da rede educacional. Com isso, o Estado obterá uma economia estimada de R$ 380 mil mensais. "Hoje há um grande número de funcionários concentrados em funções administrativas. Com essa medida, estamos estimulando a atuação profissional nos municípios, que é onde o trabalho da educação é mais próximo do cidadão", afirma a secretária de Estado da Educação, Simone Schramm.

Com o corte destas funções gratificadas, cujos valores variam de R$ 209,68 a R$ 2.694,80, o Governo cumpre com o anunciado no início desta semana.

logo.jpg

Endereço:
Rua Manoel Teixeira da Rosa, 495
Centro - Sombrio
Fone (48) 3533 0178